Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Temporada de
Projetos

Temporada 2017

Laboratório Gráfico Desviante

ABERTURA
06 setembro, 2017 - 19h00
VISITAÇÃO
06 de setembro
ACOMPANHAMENTO CRÍTICO
Ana Maria Maia

Bruno Mendonça é artista, pesquisador e produtor cultural. Formado em Comunicação pela Universidade Mackenzie e Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Tem realizado desde 2005 trabalhos e projetos transdisciplinares em instituições, galerias e espaços independentes. Entre 2010 a 2012 realizou com apoio da CAPES a pesquisa “Poéticas Virais – Questões Multimidiáticas na Contemporaneidade”. Foi também professor do curso de Comunicação e Multimeios da PUC-SP e membro do Grupo de Crítica e Curadoria do Centro Cultural São Paulo e da 32ª Bienal de São Paulo.

 

Júlia Ayerbe é bacharel em Ciências Sociais pela PUC-SP. De 2010 a 2016 foi editora sênior da Pinacoteca de São Paulo, onde esteve a cargo de mais de sessenta publicações. Junto com Laura Daviña é, desde 2013, gestora de Edições Aurora / Publication Studio SP, editora independente com foco em livros-trabalho e teoria sobre arte e política. Participou de diferentes projetos curatoriais como Elefante branco com paninho em cima e Cidade Queer. Em 2017 foi curadora editorial, junto de Ana Maria Maia, de Frestas: entre pós-verdades e acontecimentos, Trienal de Artes do Sesc. Atualmente é mestranda em História da arte pela Universidad Autónoma de Madrid, Universidad Complutense e o Museo Reina Sofía.

 

Laura Daviña é bacharel em Educação Artística pela FAAP, tem pós-graduação em Design Gráfico na USP e atua como designer e ilustradora desde 2004. Foi editora de arte na SM Edições e na revista Pesquisa FAPESP e, como freelancer, desenvolveu projetos gráficos para catálogos, livros e revistas institucionais. Em 2013 se juntou a um grupo de artistas e inaugurou o espaço autônomo .Aurora, no centro de São Paulo, onde também surgiu a Edições Aurora, editora que atualmente gere com Júlia Ayerbe. 

Thiago Carrapatoso é pesquisador e curador, com especialização em Comunicação, Arte e Tecnologia e mestre pelo Center for Curatorial Studies (CCS) da Bard College (NY). Em 2010, ganhou uma bolsa da FUNARTE para pesquisar a produção em arte e tecnologia no Sudeste. O estudo "A Arte do Cibridismo" ganhou o prêmio da Fundação Bienal de São Paulo como uma das melhores pesquisas de arte e/ou economia da arte no Brasil. Foi um dos fundadores da Casa de Cultura Digital e do Movimento Baixo Centro. Foi curador da edição de 2016 do projeto Cidade Queer, coordenou o projeto Municipal Digital no Theatro Municipal de São Paulo e, atualmente, é coordenador do Google Cultural Institute no Brasil por meio da Accenture.

 

Thiago Hersan trabalhou como designer de circuitos integrados entre 2006 e 2009. Atualmente trabalha com educação, cultura digital, arte e jornalismo. Desde 2013 faz parte do coletivo Astrovandalistas, um grupo que explora o uso de tecnologia, arte, ativismo e design para ampliar as possibilidades da comunicação afetiva. Recebeu, em 2014, o prêmio VIDA 15.0 em da Fundação Telefônica, para desenvolver o projeto de arte e inteligência artificial memememememememe.

REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms