Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Temporada de
Projetos

Temporada 2015

"Cruzeiro do Sul"

Curadoria Gabriel Bogossian

ABERTURA
10 abril, 2015 - 19h00
VISITAÇÃO
10 de abril a 5 de julho de 2015
ARTISTAS PARTICIPANTES
Armando Queiroz, Claudia Andujar, Coletivo Macunaíma Colorau, Dora Longo Bahia, Jorge Bodanzky, Leonardo Sette, Orlando Senna, Rodrigo Bueno
IMPRENSA
DOWNLOADS

Armando Queiroz

Belém do Pará/Brasil, 1968
-
Ativo desde 1993, Armando Queiroz tem uma produção diversificada, que inclui objetos, vídeos, performances e intervenções urbanas. Suas obras discutem questões sociais e políticas, investigando em particular o contexto paraense e seus desdobramentos. 

Coletivo Macunaíma Colorau

-
-
O coletivo Macunaíma Colorau autou em Recife entre 2006 e 2009. Era, segundo seus integrantes, ''um 'lugar' político/criativo no qual índios, quilombolas e artistas se encontram para provocar uma reflexão sobre identidade étnica, meio ambiente e acesso a direitos''.

Jorge Bodanzky

São Paulo/ Brasil, 1942
-
Cineasta e fotógrafo, Jorge Bodanzky tem uma vasta produção nos dois meios. Dirigiu Iracema, uma transa amanzônica, Brasília, a utopia inacabada e Sociologia da Crise, entre outros filmes. Como fotógrafo, atuou em importantes publicações nacionais, como a revista Realidade.

Orlando Senna

Bahia/Brasil, 1940
-

Cineasta brasileiro, Orlando Senna nasceu no município de Lençóis na Bahia, nos anos 1940. Estudou jornalismo e trabalhou no Correio da Manhã, na Última Hora e no Jornal do Brasil. Produziu diversos documentários, como "Imagem da Terra e do Povo" e "Lenda Africana na Bahia". Também trabalhou como diretor e roteirista em longas-metragens, como "Iracema - Uma Transa Amazônica", "Gitirana" e "Diamante Bruto". Ainda escreveu alguns livros: "Delmiro Gouveia", "Xana", "Ares nunca dantes navegados", e "Máquinas eróticas".

Claudia Andujar

Neuchâtel/Suíça, 1931
-
Na década de 1970, compõe a equipe de fotógrafos da Realidade e realiza ampla reportagem sobre a Amazônia. Nessa época, recebe uma bolsa da instituição norte-americana Fundação Guggenheim e, posteriormente, uma outra da Fundação de Auxílio à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) para estudar os índios yanomami. As tradições e o modo de vida dos yanomamis têm sido, desde então, o tema central de sua atividade. Participa, entre 1978 e 1992, da Comissão pela Criação do Parque Yanomami, e coordena a campanha pela demarcação das terras indígenas, além de publicar inúmeros livros como "Mitopoemas Yanomami" (Olivetti do Brasi), em 1979; e "Yanomami: A Casa, a Floresta, o Invisível", pela editora DBA, em 1998.

Dora Longo Bahia

São Paulo/Brasil, 1961
-
Doutora em Poéticas Visuais pela ECA-USP, Dora Longo Bahia é artista, baixista da banda Cão e professora. Sua obra aborda com frequência a violência e os usos políticos das imagens.

Leonardo Sette

Mont Saint Aignan, 1978
-
Graduado em História do Cinema pela Sorbonne, Leonardo Sette foi co-diretor de As Hiper Mulheres, premiado no Festival de Gramado, além de diretor dos curtas Ocidente e Confessionário, entre outros filmes. Colaborou durante 10 anos com o Vídeo nas Aldeias, tendo contribuído na formação e nas produções de realizadores Panará, Waimiri-Atroari, Xavante, Macuxi, Kuikuro, Ikpeng, Truká e Hunikui.

Rodrigo Bueno

Campinas/Brasil, 1967
-
Rodrigo Bueno é responsável pelo Ateliê Mata Adentro. Nas palavras do próprio artista, trata-se de ''um galpão no bairro paulistano da Lapa onde articulam-se diversos processos criativos que recuperam resíduos da cidade e os transformam em ambientes, encontros, pinturas e jardins que falam da continuidade da vida, do eixo que sustenta o todo, da cultura em constante movimento.'' 
REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms