Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Temporada de
Projetos

Temporada 2001

Palavra-Figura

ABERTURA
10 novembro, 2001 - 20h00
VISITAÇÃO
10 de novembro a 16 de dezembro de 2001
ARTISTAS PARTICIPANTES
Gustavo Rezende, José Rufino, José Spaniol, Lauer Santos, Marcelo Reginato, Monica Barth, Patricia Furlong

Gustavo Rezende

Passa Vinte/MG, 1960
Vive e trabalha em São Paulo/SP
Formado em arquitetura, Gustavo Rezende iniciou sua produção artística na década de 1980. Na Temporada de Projetos, apresentou diversas obras pontuadas por um humor irônico aguçado. A peça Plumb e a vastidão do império, revestida por embalagens de produtos alimentícios consumidos por ele, possui traços da tradição escultórica moderna. O artista foi premiado com a bolsa Vitae em 2000. Participou da exposição Intimidade, no Paço das Artes, em 2002, e, em 2006, fez residência artística na Cité des Arts, em Paris.

José Spaniol

São Luiz Gonzaga/RS, 1960
Vive e trabalha em São Paulo/SP
É pintor, desenhista, gravador, escultor e professor. Formado em Artes Plásticas pela FAAP em 1983. Em 1988 e 1989, é professor de artes plásticas na Faap. Realiza a mostra individual Pinturas e Objetos, em 1989, na Pesp. Vive em Colônia, Alemanha, entre 1990 e 1993, como bolsista do Deutscher Akademischer Austauch Dienst - DAAD. Em 2003 faz exposição individual no Museu Alfredo Andersen, em Curitiba.

Marcelo Reginato

São Paulo/SP, 1963
Vive e trabalha em São Paulo/SP
O artista é pintor e escultor. Entre 1984 e 1986, cursa a faculdade de artes plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP, em São Paulo. Colabora com a revista Arte entre 1985 e 1986. Expõe pela primeira vez em 1984, no II Salão Paulista de Arte Contemporânea. No ano seguinte, é ganhador do II Prêmio Pirelli de Pintura Jovem, no Museu de Arte de São Paulo - Masp (Prêmio Aquisição). Integra, em 1986, a I Bienal Latino-Americana de Arte sobre Papel, em Buenos Aires, Argentina. Em 1987, participa da II Bienal Internacional de São Paulo. Em 1987, viaja para Europa e realiza estudos em Milão, na Itália. Em 1988 e 1989, apresenta seus trabalhos em exposições coletivas nas cidades italianas de Milão, Brescia, Novi Ligure e Soncino. De volta ao Brasil, é um dos artistas presentes na II Exposição Internacional de Esculturas Efêmeras, em Fortaleza, em 1991. 

Patricia Furlong

Porto Alegre/RS, 1955
Vive e trabalha em São Paulo/SP
Formada em Licenciatura Plena em Artes Plásticas pela FAAP em 1980 iniciou sua trajetória em 1986 com as exposições individuais Tempo de Ishtar no Lyngby Kunstforening, Copenhagen, Dinamarca, e na Galeria Casa do Brasil, Roma, Itália. Seguiram-se Sempiternos na Galeria Sadalla, SP e na Galeria Arte&Fato, RS, ambas em 1988, além de exposições coletivas: Jovens Artistas, Galeria Montesanti, SP em 1987; Panorama de Arte Brasileira/Arte sobre Papel, Museu de Arte Moderna, SP em 1987; Ciro Cozzolino, Patricia Furlong, Sergio Niculitcheff, Tupinãodá, Xarandu, Museu de Arte de Santa Catarina, SC em 1989. Nesse ano a pintura que vinha desenvolvendo dá lugar à pesquisa de conteúdos e suportes do universo gráfico urbano e de suas potencialidades simbólicas. Em 1992 realiza a exposição individual Vedações na Galeria São Paulo, SP, e em 1993 no Museu de Arte Moderna, SP (curadoria Maria Alice Milliet).

José Rufino

João Pessoa/PB, 1965
Vive e trabalha em João Pessoa, Paraíba.
José Rufino desenvolveu sua jornada artística passando da poesia para a poesia visual e, em seguida, para a arte postal e desenhos, nos anos 1980. Recentemente, participou da SP-Arte (SP, 2012), expôs a instalação Divortium aquarum na Sala A Contemporânea, no Centro Cultural Banco do Brasil Rio de Janeiro (RJ, 2012); expôs a obra 28.01.79 no 12º Festival de Areia, em (PB, 2011), entre outros projetos. As investigações mais recentes do artista tratam da falência irreversível do corpo e das memórias.

Lauer Santos

-
Vive e trabalha em Pelotas/RS
Graduado em Pintura pela Universidade Federal de Pelotas; Mestre em Artes Visuais - Poéticas Visuais, pela UFRGS; Doutor em Comunicação e Semiótica, pela PUC-SP; Professor de Pintura e Semiótica na Universidade Federal de Pelotas; Pesquisador junto ao Centro de Pesquisas Sociossemióticas (COS/PUC SP - FFLCH USP - CNRS Paris); Artista residente e professor convidado pela Ecole d'Art du Valais, Sierre, Suíça, 2000. 

Monica Barth

São Paulo/SP, 1961
Vive e trabalha em São Paulo/SP
Pintora e desenhista formada pela FAAP em 1982. Das principais premiações que recebeu destacam-se a menção especial, concedida pelo 50º Salão Paranaense de Curitiba em 1993, e o Prêmio Gunther, concedido pelo Museu de Arte Contemporânea da USP em 1995.
REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms