Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Performa Paço

Ações Extremas

ABERTURA
10 junho, 2011 - 13h00
VISITAÇÃO
10 e 11 junho de 2011

CURADORIA
Lucio Agra
ARTISTAS PARTICIPANTES
Aidana Rico Chávez , Amor Experimental e a Araramboiadefogo, Corpos informáticos, Fernando Ribeiro, Filipe Espíndola, Ignacio Pérez Pérez, Luísa Nóbrega , Marcus Vinícius , Marília Del Vecchio, Paula Garcia , Priscilla Davanzo, Samira Br, Sara Panamby
APOIO
Associação Brasil Performance

Aidana Rico Chávez

Caracas/Venezuela, 1976
Vive e trabalha em Buenos Aires, Argentina
É artista visual, performer e pesquisadora independente. Obteve licenciatura em artes plásticas, com habilitação em pintura, pelo Instituto Universitario de Estudos Superiores de Artes Plásticas Armando Reverón (IUESAPAR), Caracas, Venezuela (2008). Desde 2002, realiza performances individuais ou coletivas em ônibus, praças, ruas, avenidas, museus e galerias, além apresentar-se em festivais e eventos diversos. Já atuou em países como Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, China, Irlanda, México, Polônia, República Tcheca, Uruguai e Venezuela. Atualmente, junto com Ignacio Pérez Pérez, é codiretora da Performancelogía, organização dedicada ao arquivo e à difusão da arte da performance, e membro cofundadora da PerfoLink, plataforma latino-americana da arte da performance.

Corpos informáticos

Brasília /Brasil, 1992
Vive e Trabalha em Brasília /Brasil
O grupo Corpos Informáticos já se apresentou em lugares e eventos como foram Funarte (Brasília, 1995, 2002, 2005), Medi@terra (Grécia, 2000), FILE (SP, 2001, 2003, 2005), Galeria da Caixa (Brasília, 1998, 2002, 2005, 2008), Galeria da Caixa (RJ, 2008), Teatro do Centro da Terra (SP, 2002), Constelação (SESC-SP, 2002), Art Frankfurt (Alemanha, 2003), Espaço ECCO (Brasília, 2003), Art,Technology and Communities (Rhode Island, Estados Unidos, 2004), Itaú Cultural (SP, 2005), Humano Pós Humano (CCBB, Brasília, 2005), HTMlles (Canadá, 2005) e Bienal do Mercosul (Porto Alegre, 1999, 2005). www.corpos.blogspot.com

Filipe Espíndola

Botucatu - SP/Brasil, 1975
Vive e trabalha Campinas - São Paulo, Brasil
É artista e performer, com bacharelado em artes plásticas pela Universidade de Campinas (UNICAMP, 1999). Participou de diversas exposições coletivas e duas individuais em Campinas SP.
Realiza performances e ritos de passagem, explorando seu corpo como base para as experimentações artísticas, em apresentações que envolvem limites psicofísicos. A partir de pesquisas sobre rituais de passagem indígenas e cultura xamânica, o artista trabalha elementos como enfrentamento e incorporação da dor, modificação corporal e alteração da silhueta e dos sentidos. É fundador do Grupo NeoTao de colagens e performances (São Paulo, 1997).

Luísa Nóbrega

São Paulo / Brasil, 1984
Vive e trabalha em São Paulo, Brasil
É atriz formada pelo Teatro-Escola Célia Helena e bacharel em filosofia pela FFLCH/USP. Participou, com suas performances, de encontros como V::E::R., em Terra Una (Minas Gerais, 2011), Trampolim_ (Vitória/ES, 2010), Mostra de Performance do VI Congresso da ABRACE (São Paulo) e VII e IX Festival de Apartamento (Campinas, SP). Em 2008, sua performance Jonas 1 integrou o projeto Expedição Francisco, contemplado pelo projeto Conexão Artes Visuais (Funarte e a Petrobrás). Como atriz, trabalha junto ao grupo Teatro da Vertigem, integrando o elenco do espetáculo Kastelo, com direção de Eliana Monteiro, e da intervenção cênica Mauísmo, dirigida por Eliana Monteiro e Guilherme Bonfanti, entre outros. É integrante do Catapulta, grupo de pesquisa em dança contemporânea.

Marília Del Vecchio

Bragança Paulista - SP/Brasil, 1984
Vive e trabalha em São Paulo, Brasil
Graduada no curso de Comunicação e Artes do Corpo, pela PUC/SP, e Técnica em Estilismo pelo SENAC/SP. Tem como foco de pesquisa a relação da roupa com o corpo e a interdisciplinaridade entre as diversas áreas artísticas. Integrante dos Coletivos de Arte: Uma de Vós e Coletivo In Trânsitto. Figurinista responsável pela construção das roupas de papel utilizadas no espetáculo “Das coisas nascem coisas” para o CCSP.
Participou da 29 º Bienal de SP na performance Ursonate Implodida, com Lúcio Agra e outros artistas; do festival “Il Coreógrafo Eletrônico”, com o vídeo dança Amargo, do Coletivo Uma de Vós; e do festival de Inverno de Paranapiacaba com O Enterro do Professor Sukolov, com o Coletivo Performanc007.

Priscilla Davanzo

São Paulo/Brasil, 1978
Vive e trabalha em São Paulo, Brasil
É artista multimídia formada pelo instituto de artes da Universidade Estadual de São Paulo (UNESP). Desenvolve pesquisa criativa voltada ao corpo, que culminou em sua dissertação de mestrado Corpo obsoleto: projetos artísticos para um novo corpo humano, defendida na mesma instituição (2006). Seu trabalho objetiva compreender as conexões entre todas as coisas que buscam ou falam do belo de maneira moderna: artes visuais, cinema, música, artes cênicas, gastronomia, arquitetura, fotografia, vídeoarte, futebol, poesia, tecnologia e indústria. Sua busca atual é pela síntese dialética.

Sara Panamby

Brasil, 1985
Vive e trabalha no Rio de Janeiro, Brasil
Graduada em performance pelo curso de comunicação e artes do corpo da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), desenvolve, desde 2006, pesquisas sobre body art, performance e modificação corporal. Atualmente, desenvolve a pesquisa de mestrado O Corpo-Limite, sob orientação do Prof. Dr. Aldo Victorio Filho pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Em sua produção artística, trabalha os limites psicofísicos através de práticas de modificação corporal e rituais de passagem, em parceria artistas de diversas linguagens, entre eles: Felipe Espíndola, Petronio Tales, meninasjoão, Lúcia Rosa, Raphi Soifer, Otávio Donasci e Coletivo Contratempos.

Amor Experimental e a Araramboiadefogo

São Paulo/Brasil, 2006
Vivem e trabalham em São Paulo, Brasil
Trata-se da fusão de duas frentes artísticas que se exercitam através de ações livres e efêmeras de performance, dotadas de um caráter colaborativo. Seu interesse se baseia na afirmação de uma presença poética e suas derivações: brincadeiras imagéticas, sonoras e cinéticas. Entre os eventos mais recentes dos quais participaram, podem ser destacados Perfor1, Reverberações, Mostra de Cine & Performance do Cine Galpão e Festival Spectrum SomAperformance.

Fernando Ribeiro

Curitiba - PR/Brasil, 1979
Vive e trabalha em Curitiba - PR, Brasil
É artista, bacharel em artes visuais pela Universidade Tuiuti do Paraná (2002) e especialista em estética e filosofia da arte pela Universidade Federal do Paraná (2010). Trabalha com performance há 10 anos. Principais eventos dos quais participou: MIP - Manifestação Internacional de Performance (Belo Horizonte, 2003), O Corpo na Cidade: Performance em Curitiba (2009-2010), Trampolim_, plataforma de encontro com a performance (Vitória, 2011), Festival Performance Arte Brasil (Rio de Janeiro, 2011).

Ignacio Pérez Pérez

Caracas/Venezuela, 1984
Vive e trabalha em Caracas, Venezuela
É performer, fotógrafo e pesquisador independente. Desde 2002, realiza performances individuais ou coletivas em ônibus, praças, ruas, avenidas, museus e galerias, além apresentar-se em festivais e eventos diversos. Já atuou em países como Alemanha, Argentina, Brasil, Chile, China, Irlanda, México, Polônia, República Tcheca, Uruguai e Venezuela.
Atualmente, junto com Aidana Rico Chávez, é codiretor da Performancelogía, organização dedicada ao arquivo e à difusão da arte da performance, e membro cofundador da PerfoLink, plataforma latino-americana da arte da performance.

Marcus Vinícius

Vitória - ES/Brasil, 1985
Vive e trabalha em Vitória, Brasil e La Plata, Argentina
É artista, pesquisador e curador independente licenciado em artes visuais pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e doutorando em arte contemporânea latino-americana pela Universidad Nacional de La Plata (UNLP), Argentina. Coordena o LAP!_Laboratório de Ação & Performance e organiza o TRAMPOLIM _, plataforma de encontro com a arte da performance. Sua obra tem sido apresentada em países com Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Finlândia, Itália, México, Polônia, Portugal, Reino Unido, Rússia e Suécia. 
É professor convidado da Svefi - Sverigefinska folkhögskolan, em Haparanda, Suécia, e membro da comissão da organizadora do V::E::R – Encontro de Arte Viva, em Terra Uma (Minas Gerais). Recentemente, participou do projeto de residência Interacciones Forestales en Red, na Isla Victoria - Parque Nacional Nahuel Huapi, Argentina. Vive e trabalha entre Vitória, Brasil e La Plata, Argentina. www.marcusvinicius.tk

Paula Garcia

-
-
Artista e pesquisadora. Mestre em Artes Visuais pela FASM-SP e bacharel em Artes Plásticas pela FAAP. Suas pesquisas e experiências artísticas enfocam performance e suas relações com as mídias. Principais exposições: Artist is an explorer - Fundação Beyeler - Curadoria Marina Abramovic, Suiça (2014); 7 Bienal El Museo del Barrio -Curadoria: Chus Martinez / Rocío Aranda-Alvarado / Raúl Zamudio - El Barrio Museum, New York (2013/2014) The Big Bang : The 19th Annual Watermill Center Summer Benefit - Walter Mill, New York; 17º Festival Internacional de Arte Contemporânea Videobrasil_SESC no SESC Belenzinho - SP; Performa Paço no Paço das Artes - SP (2011); 6a Edição da Mostra Anual de Performance na Galeria Vermelho - SP (2010); Galeria Expandida na Luciana Brito Galeria - SP (2010); Variação na Escola São Paulo (Projeto Encontros com Arte) (2009); Projeto Tripé / Vídeo no SESC Pompeia - SP (2008); Virada Cultural no SESC 24 de Maio - SP (2008); coletiva Mostravideo no Itaú Cultural de BH e PA, Escola São Paulo - SP (2007); Vorazes, grotescos e malvados, no Paço das Artes - SP (2005).

Samira Br

Bauru/Brasil, 1976
Vive e trabalha em São Paulo, Brasil
Artista performática e professora de Performance no Curso Comunicação das Artes do Corpo da PUC/SP. Presidente da Associação Brasil Performance e Mestre em Artes pela Unicamp. Em parceria com Rogério Borovik realiza a performance multimídia Preto no Branco desde 2008, se apresentando em duas edições da Virada Cultural da cidade de São Paulo e no RIAP 2010 – Encontro Internacional de Arte Performance de Québec, Canadá. Foi colaboradora do encenador Renato Cohen de 1998 a 2003. Suas performances solo tratam de questões do feminino e do corpo ritualístico na arte contemporânea.
REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms