Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Performatividade | Memória

Exposição do Grupo de Estudos Curatoriais (GREC)

ABERTURA
08 novembro, 2014 - 15h00
VISITAÇÃO
Até 7 de dezembro de 2014
CURADORIA
Grupo de Estudos Curatoriais – Extremidades: Ananda Carvalho, Christine Mello, Josy Panão
ARTISTAS PARTICIPANTES
Claudio Bueno, Daniela Mattos, Denise Agassi, João Índio, Paula Garcia , Roberto Campadello

Claudio Bueno

Brasil/São Paulo, 1983
Vive e trabalha em São Paulo, Brasil.
Cláudio Bueno é artista e pesquisador. Em seus trabalhos aborda noções de rede, corpo, espaço, participação e informação. Doutorando em Artes Visuais na ECA-USP. Recebeu os seguintes prêmios e apoios: Videobrasil em Contexto, Menção Honrosa no Prix Ars Electronica, Prêmio Transitio_MX, Rumos Arte Cibernética, Festival Arte.Mov, entre outros. Participou de exposições em instituições como: Paço das Artes, Galeria Luciana Brito, Itaú Cultural, MIS, SESC, CSS Bard/Hessel Museum of Art, La Chambre Blanche, Centro Multimedia, etc. Suas falas públicas ocorreram em espaços como: Casa Tomada, Galeria Whitechapel, Humboldt University e diversas universidades brasileiras.

Denise Agassi

-
-
Denise Agassi é artista visual e pesquisadora. Mestre pela FASM e bacharel pela FAAP. Em sua pesquisa artística, manipula arquivos online explorando formas de representação coletiva e investigando processos de construção de memória a partir das relações em rede. Participa de exposições, grupos de pesquisa e residências artísticas nacionais e internacionais. Entre os principais prêmios e exposições estão: Exposição Multitude, no Sesc Pompeia; Proac Artes Visuais; Prêmio Mídias Locativas no Festival Vivo Arte.mov; Residência Can Xalant, (Espanha); Programa de Residência Artística do MIS; Galeria Expandida, na Luciana Brito Galeria; Centro Cultural São Paulo, entre outros.

Paula Garcia

-
-
Artista e pesquisadora. Mestre em Artes Visuais pela FASM-SP e bacharel em Artes Plásticas pela FAAP. Suas pesquisas e experiências artísticas enfocam performance e suas relações com as mídias. Principais exposições: Artist is an explorer - Fundação Beyeler - Curadoria Marina Abramovic, Suiça (2014); 7 Bienal El Museo del Barrio -Curadoria: Chus Martinez / Rocío Aranda-Alvarado / Raúl Zamudio - El Barrio Museum, New York (2013/2014) The Big Bang : The 19th Annual Watermill Center Summer Benefit - Walter Mill, New York; 17º Festival Internacional de Arte Contemporânea Videobrasil_SESC no SESC Belenzinho - SP; Performa Paço no Paço das Artes - SP (2011); 6a Edição da Mostra Anual de Performance na Galeria Vermelho - SP (2010); Galeria Expandida na Luciana Brito Galeria - SP (2010); Variação na Escola São Paulo (Projeto Encontros com Arte) (2009); Projeto Tripé / Vídeo no SESC Pompeia - SP (2008); Virada Cultural no SESC 24 de Maio - SP (2008); coletiva Mostravideo no Itaú Cultural de BH e PA, Escola São Paulo - SP (2007); Vorazes, grotescos e malvados, no Paço das Artes - SP (2005).

Daniela Mattos

-
-
Desenvolve sua produção em artes visuais desde o início dos anos 2000 com enfoque nas práticas da performance, fotografia, videoarte e escrita de artista. Doutora pelo Núcleo de Estudos da Subjetividade, PEPG/PC-PUC-SP (2013) e Mestre em Linguagens Visuais pelo PPGAV/EBA-UFRJ (2007). Participou de diversas exposições, mostras de vídeo e publicações, no Brasil e no exterior. Suas obras já foram exibidas em eventos como: Play (Museu Bispo do Rosário, Rio de Janeiro, 2013/2014), 7ª Bienal do Mercosul (Radiovisual, Porto Alegre, 2009), Video links Brazil: an anthology of Brazilian video art (Tate Modern, Londres, 2007) e Conversations (Galeria Skuc, Ljubliana, 2006), entre outros.

João Índio

São Paulo/Brasil, 1955
Vive e trabalha em São Paulo, Brasil.
A história de João Índio com o Paço começa em 1988, quando atuou como modelo vivo nos cursos que eram oferecidos aos artistas. Como artista, participou, em 1996, da exposição Ex Libris/Home Page, e, atualmente, trabalha na equipe de montagem e na recepção da instituição. Seus depoimentos, que foram gravados durante o período de residência curatorial e da exposição, trazem à tona, através de suas experiências, a performatividade da memória do Paço das Artes. 

Roberto Campadello

Brasil/1942-2014
-
A história do artista Roberto Campadello (1942-2014) com o Paço data de 1976, quando realiza a primeira performance na história da instituição. Intitulada Persona, o trabalho se desdobra entre performance, jogo (comercializado pela Grow), cartaz (com instruções), disco, bar-espaço cultural (muito famoso, no Bixiga, entre os anos 1979-1995), cabine e estúdio fotográfico. A pluralidade de suas ações compartilhadas entre diferentes contextos, meios e linguagens, ativam hoje na história do Paço, as extremidades da performance. Caso estivesse vivo, Roberto Campadello faria aniversário em 10 de novembro.
REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms