Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Brasil Desfocos

[o olho de fora]

ABERTURA
20 janeiro, 2008 - 19h00
VISITAÇÃO
21 de janeiro a 13 de abril de 2008.
CURADORIA
Nessia Leonzini e Paulo Herkenhoff
ARTISTAS PARTICIPANTES
Adam Fuss, Bruce Weber , Candida Höfer, Christopher Williams, Damián Ortega, David Byrne, Jack Pierson, Kenny Scharf, Laurie Anderson , Laurie Simmons, Luisa Lambri, Marina Abramovic, Matthew Barney, Ralph Gibson , Robert Polidori, Sergio Vega, Sharon Lockhart, Steve Miller , Thomas Struth, Todd Eberle, Tseng Kwong Chi
Com curadoria de Paulo Herkenhoff e Nessia Leonzini, Brasil: desFocos (O Olho de Fora) destaca as visões particulares de cada artista para detalhes geográficos, arquitetônicos, culturais, antropológicos, sociais e etnográficos do Brasil, registrados em momentos distintos nas últimas três décadas. Os curadores optaram por selecionar exclusivamente trabalhos de artistas estrangeiros para, desta forma, desestabilizar um foco nacionalista sobre o Brasil, como explica Paulo Herkenhoff: “A exposição reúne artistas que, vindos de outras partes do mundo, usaram o meio fotográfico para desenvolver obras que problematizam o Brasil ou introduziam o Brasil em questões transversais de sua produção”.

A exposição traz para São Paulo os retratos de Pelé feitos por Andy Warhol na década de 70, que serviram de modelo para a famosa tela da série de personalidades internacionais eternizados pelo pai da pop art. Do universo pop, o músico escocês David Byrne se inspira no candomblé; e o norte-americano Matthew Barney registra detalhes do seu trio-elétrico “Da Lama Lâmina”, construído para o carnaval de Salvador em 2004.

A mostra conta ainda com uma homenagem ao centenário arquiteto Oscar Niemeyer, cujas construções em Brasília foram fotografadas pelos norte-americanos Robert Polidori, Todd Eberle, Kenny Scharf e pela italiana Luisa Lambri, com focos bastante distintos.
Pontos turísticos do Rio de Janeiro, o Cristo Redentor, o Corcovado e o Jardim Botânico servem de cenários para as experimentações de Sally Gall, Laurie Simmons, Laurie Anderson, Jack Pierson e do chinês Tseng Kwong Chi (morto em 1990), que passou pelo país para posar para sua série de auto-retratos trajando uniforme militar do exército maoísta e óculos escuros – assim como fez em Nova Iorque e Paris. A exposição resgata ainda a descoberta da sensualidade do verão carioca na década de 80 pelo fotógrafo de moda Bruce Weber, autor do livro “O Rio de Janeiro” (1986).

Já a dupla Andrea Robbins & Max Becher (EUA-Alemanha) retrata diversas sinagogas hassídicas idênticas, construídas em estilo gótico a partir de um modelo original nova-iorquino, presente em diversas cidades do globo – inclusive em São Paulo. Já a espanhola Lara Almarcegui produziu um “Guia dos Terrenos Baldios de São Paulo”, questionando a distribuição do espaço em uma das cidades mais habitadas do mundo.

Por sua vez, a alemã Candida Höfer fotografa espaços desabitados, como estantes repletas de livro do Real Gabinete de Português de Leitura (no Rio de Janeiro) e imagens de santos da igreja da Ordem Terceira Secular de São Francisco (em Salvador).
E o argentino Sergio Vega é responsável pela única instalação da mostra: “Tropicalounge”, um espaço em que animais e árvores como o tucano, o jacaré e a bananeira servem de modelo e estrutura para prédios.
REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms