Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Evento

Lançamento do livro “Arte Digital”

+ Mesa-redonda

ABERTURA
14 abril, 2015 - 19h00
VISITAÇÃO
Grátis | Livre
O Paço das Artes realiza o lançamento do livro "Arte Digital: fraturas, preservação proliferativa e dimensão afetiva” no dia 14 de abril (terça-feira), às 19h. Na ocasião, haverá também uma mesa-redonda com Yara Guasque e Cicero Inacio da Silva. A entrada é gratuita. 

Com organização de Yara Gausque, o livro reúne textos de Joasia Krysa, Enrique Rivera, Cicero Inacio da Silva e Jon Ippolito, convidados do V Simpósio da ABCiber (Florianópolis 2011) e especialistas em arte digital. 

Ao apostar na inter-relação entre afecção e tecnologia e injetar na lógica da máquina as relações afetivas e sociais, a publicação defende que caberia ao usuário o legado de dar novos rumos à arte digital, inclusive quanto à preservação. 

Como exemplo de expressão afetiva que excede as funções do puro cálculo, a organizadora cita as Love Letters de 2009, de David Link, que recria as estranhas cartas de amor que apareceram entre 1953/54 na Universidade de Manchester. 

As cartas originalmente foram geradas autonomamente por um programa escrito por Christopher Strachey em 1952. 

Para Joasia Krysa, as máquinas são capazes de agenciar. São capazes de produzir significado mesmo sem ter a intenção. Daí sua crença de que as máquinas podem organizar o material, uma das tarefas que envolvem o ato de curar. Mas elas falham quanto à intencionalidade e à articulação de ideias, já que elas não entendem os símbolos que operam.

Saiba mais sobre os autores 

Joasia Krysa
é diretora artística da Kunsthal Aarhus diretora fundadora do Kurator, associação de pesquisadores e curadores. Realiza palestras, curadorias, escreve sobre arte contemporânea, cultura de rede e tecnologia.

Cicero Inacio da Silva é pesquisador e professor na área de mídia, educação e cultura digital, coordenador adjunto da Universidade Aberta do Brasil, integrante do Comitê Gestor Institucional na Universidade Federal de São Paulo e também é Coordenador do Laboratório de Estudos do Software e o Walkingtools Lab.

Enrique Rivera é investigador, gestor cultural e realizador audiovisual, desenvolve instalações e pesquisas sobre a hibridização entre o cinema e as artes visuais desde os anos 90. Atualmente é presidente da Corporação Chilena do Vídeo e diretor da Bienal de Artes Mediales (Artes Midiáticas).

Jon Ippolito é artista, escritor e curador. Com a colaboração de Joline Blais fundou o laboratório Still Water, devotado ao estudo e à construção de redes criativas. Seus textos sobre as implicações estéticas e culturais das novas mídias foram publicadas nos jornais The Washington Post, Art Journal e em diversas revistas de arte.

Yara Guasque é artista multimídia, doutora pelo Programa de Comunicação e Semiótica da PUCSP, realizou estágio de pós doutoramento (Pós-Doc) no departamento de Estética e Comunicação da Universidade Aarhus, Dinamarca, também foi professora do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais, PPGAV–UDESC, e autora de “Telepresença: interação e interfaces”.

Capa do livro "Arte Digital: fraturas, preservação proliferativa e dimensão afetiva” | Editora da UDESC
REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms