Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Evento

III Simpósio Internacional de Arte Contemporânea do Paço das Artes

Experiências/ Campos/ Intersecções/ Articulações

VISITAÇÃO
25 a 27 de outubro de 2009
ARTISTAS PARTICIPANTES
Alberto López Cuenca , Andre Parente, Cicero Inacio Silva, Dora Mourão, Eugenio Valdes Figueroa, Felipe Fonseca, Gilbertto Prado, Giselle Beiguelman, James Wallbank, Lucas Bambozzi , Lucia Santaella, Marcelo Araujo , Márcio Seligmann-Silva , Marcos Moraes, Miguel Chaia, Mike Stubbs, Nelson Brissac, Paulo Viveiros, Pep Dardanyà , Polise De Marchi, Priscila Arantes, Roberto Gomez de la Iglesia , Rogério da Costa, Rosalind Krauss, Tadeu Chiarelli , Vitória Daniela Bousso, Yacine Ait Kaci
APOIO
Alumni
canal contemporaneo
cce
Consulado Espanhol
Cultura Inglesa
ECA
FEUSP
senac
tvusp

Alberto López Cuenca

México
Vive e trabalha no México
Alberto López Cuenca é professor titular de Filosofia e Teoria da Arte no departamento de Filosofia e Letras da Universidad de las Americas, Puebla (México). Seus artigos foram publicados em periódicos
internacionais como ARTnews, Lápiz, Curare o Revista de Occidente. Sua mais recente publicação é a edição, juntamente com Eduardo Ramirez, do livro Propiedad intelectual, nuevas tecnologías y libre acceso a la cultura (2008).

Cicero Inacio Silva

Brasil
Brasil
Cícero Inácio Silva (SP) Mestre e doutor em Comunicação e Semiótica pela PUC/SP e pós-doutor pela Universidade da Califórnia em tecnologias interativas e cognição. Atualmente é pesquisador e professor na área de tecnologias digitais, cognição, mídias e coordenador do Grupo de Software Studies no Brasil. É Pesquisador Associado ao Center for Research in Computing and the Arts (CRCA) na Universidade da Califórnia, San Diego (UCSD) e coordenador do Comitê Científico do FILE Labo (Qualis A Internacional/2008).

Eugenio Valdes Figueroa

Cuba
Vive e trabalha no Rio de Janeiro
Eugenio Valdes Figueroa (Cuba e RJ) Curador, crítico e historiador de arte, atualmente é diretor de arte e educação da Casa Daros, Rio de janeiro. Foi co-curador da Bienal de Havana nos anos 90 e da revista Atlântica. É também membro do comitê curador da Fundação Ludwig em Havana.

Gilbertto Prado

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Gilbertto Prado (USP-SP) Artista multimídia e professor do Departamento de Artes Plásticas da ECA-USP. Realizou e participou de inúmeras exposições no Brasil e no exterior, como Doppo Il Turismo Viene Il Colonialismo, Centro Lavoro Arte, Milão, Itália (1989); Ateliers des Réseaux/Art-Réseaux, Machine à Communiquer, Cité des Sciences et de l’Industrie, La Villette Paris (1992); II Bienal do Mercosul (1999); Link_Age, Gijon, Espanha; 9º Prix Möbius International des Multimédias, Pequim (2001); Interconnect@ between attention and immersion, ZKM, Karlsruhe (2006); Chain Reaction, Museum of the City of Skopje, Macedonia (2008); Bienal: Arte Nuevo InteractivA ‘09, Museo de la Ciudad de Mérida, México (2009).

James Wallbank

Inglaterra
Vive e trabalha na Inglaterra
James Wallbank (Access-Space, Sheffield, Inglaterra) É artista e ativista tecnológico. Dirige o grupo de arte e tecnologia Redundant Techonology Initiatiave. Trabalha no campo da arte criativa, computer recycling, open source software e peer-learning communities. Em 2000, inaugurou o “Access Space” um media lab que se tornou um dos mais bem sucedidos centros de aprendizado de internet aberto ao público no Reino Unido.

Lucia Santaella

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Lucia Santaella (PUC-SP) É professora titular no programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da PUC-SP. É presidente honorária da Federação Latino-Americana de Semiótica, membro executivo da Associación Mundial de Semiótica Massmediática y Comunicación Global, México, desde 2004, membro associado do Centro de Pesquisa Interdisciplinar em Cultura da Universidade de Kassel. Recebeu o prêmio Jabuti em 2002 e o Prêmio Sergio Motta, Liber, em Arte e Tecnologia, em 2005. Foi professora convidada pelo DAAD na Universidade Livre de Berlin, em 1987, na Universidade de Valencia, em 2004, e na Universidade de Kassel, em 2009

Márcio Seligmann-Silva

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Márcio Seligmann-Silva (UNICAMP-SP) Doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade Livre de Berlim, é professor de Teoria Literária e Literatura Comparada na UNICAMP. Publicou “Ler o Livro do mundo. Walter Benjamin: romantismo e crítica poética” (Iluminuras, 1999) e “Adorno” (Publifolha, 2003) e organizou os volumes “Leituras de Walter Benjamin” (AnnaBlume, 1999) e “História, Memória, Literatura. O Testemunho na Era das Catástrofes” (Editora da UNICAMP: 2003).

Miguel Chaia

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Miguel Chaia (PUC-SP) Doutor em sociologia pela USP (1989). Atualmente é professor-associado da PUC-SP. Foi editor da revista São Paulo em Perspectiva da Fundação SEADE. Atualmente é editor da EDUC – editora da PUC/SP e coordenador e pesquisador do NEAMP (Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política) da PUC/SP.

Nelson Brissac

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Nelson Brissac (PUC-SP) Graduado em Sociologia, mestre em Filosofia pela PUC/SP (1980) e doutor em Filosofia pela Universidade de Paris I Sorbonne (1984). Atualmente é professor assistente doutor da PUC-SP. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos temas imagens e cidade.

Pep Dardanyà

Espanha
Vive e trabalha em Barcelona
Pep Dardanyà é artista visual, antropólogo e diretor do Can Xalant, Centro de Criação e Arte Contemporânea de Barcelona, Espanha.
Pep Dardanyà usa fotografia, vídeo e instalações em intervenções que, partindo do olhar sobre o processo artístico, discutem a complexidade dos processos envolvidos em fenômenos sociais.

Priscila Arantes

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Priscila Arantes (Paço das Artes / Museu da Imagem e do Som) É pesquisadora e curadora no campo da arte contemporânea e midiática. Desde 2007 é diretora técnica do Paço das Artes e diretora adjunta do MIS desenvolvendo curadoria e projetos na área de arte contemporânea. É formada em filosofia pela USP (1989), possui mestrado e doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP (1997-2003) e pós-doutorado, com projeto na área de estética e arte em meios tecnológicos, pela Unicamp (2008). É professora de cursos de graduação e pós-graduação na PUC-SP, entre eles do curso de pós-graduação Arte: história, crítica e curadoria, e professora e membro do Conselho do Mestrado em Design do Centro Universitário SENAC. É autora de “Arte @ Mídia: perspectivas da Estética Digital” (Senac/FAPESP), finalista do 48 Prêmio Jabuti (2006), do livro “Conexões Tecnológicas” (org.) publicado pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo (2007), de “Estéticas tecnológicas: novas formas de sentir” (org.), publicado pela Editora da PUC-SP (2008) e de inúmeros artigos publicados em livros/revistas/periódicos nacionais e internacionais na área de arte, novas mídias, ciberarte, cultura digital, entre outros.

Rogério da Costa

Brasil
Brasil
Rogério da Costa (PUC-SP) Doutor em História da Filosofia – Université de Paris IV (Paris-Sorbonne). Atualmente é professor do Programa de Pós Graduação em Comunicação e Semiótica da PUC-SP. Dirigiu a área de tecnologia da PUC-SP e a área de metodologias e tecnologias da informação da BIREME/OPAS/OMS. Dirige atualmente o Laboratório de Inteligência Coletiva – LInC (www.linc.org.br) e atua principalmente nos seguintes temas: inteligência coletiva, redes sociais, cibercultura, comunidades virtuais, micropolítica e capitalismo cognitivo.

Tadeu Chiarelli

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Tadeu Chiarelli (USP-SP) Professor da graduação e pós-graduação, orientador no Programa de Pós-Graduação de Artes Visuais e coordenador do Centro de Estudos Arte&Fotografia e do Grupo de Estudos de Crítica de Arte e Curadoria, todos do Departamento de Artes Plásticas da ECA-USP. Entre 1996 e 2000 foi Curador-Chefe do Museu de Arte Moderna de São Paulo e, hoje, integra a equipe de diretores.

Yacine Ait Kaci

França
Vive e trabalha na França
Yacine Ait Kaci (França) Graduou-se em design gráfico, vídeo e multimídia na Ecole Nationale Supérieure des Arts Décoratifs de Paris (1998). É artista e co-fundador do Eletronic Shadow, sistema patenteado de projeção do espaço/imagem, que foca a pesquisa nas relações físicas entre esses dois elementos.

Andre Parente

Brasil
Vive e trabalha no Rio de Janeiro
André Parente (UFRJ)é doutor em comunicação pela Universidade de Paris VIII, sob a orientação do filósofo Gilles Deleuze. Criou o Núcleo de Tecnologia da Imagem (N-imagem) da UFRJ. Tem como principal foco de sua pesquisa a problematização do papel da imagem no exercício do pensamento e a compreensão das tecnologias da imagem como formas inéditas de hibridação de campos diferenciados de saber.

Dora Mourão

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Dora Mourão (USP-SP) Professora Titular do Departamento de Cinema, Rádio e TV da ECA-USP. Realizou estudos de Pós-Doutorado na Écoles des Hautes Études en Sciences Sociales – EHESS, Paris-França na área de cinema e novas tecnologias e montou diversos filmes entre eles os documentários “São Paulo, Sinfonia e Cacofonia” e “São Paulo Cinemacidade”. Atualmente é vice-presidente do Centre International de Liaison des Écoles de Cinéma et Télévision – CILECT, diretora do CINUSP Paulo Emílio e membro do Conselho da Cinemateca Brasileira.

Felipe Fonseca

Brasil
Brasil
Felipe Fonseca (SP) É pesquisador e articulador de projetos relacionados à produção colaborativa, mídia independente, software livre e apropriação crítica de tecnologia. Cria redes colaborativas online no weblab. É integrante-fundador de Bricolabs, da rede MetaReciclagem, membro do conselho do DesCentro e do conselho editorial da revista A Rede. Foi membro do IPTI, alocado na coordenação da ação Cultura Digital do Ministério da Cultura em 2005 e 2006 e editor do ambiente online do Observatório de Cultura Digital em 2007.

Giselle Beiguelman

São Paulo/ Brasil, 1962
Vive e trabalha em São Paulo
Giselle Beiguelman (PUC-SP) Artista multimídia e professora dos cursos de pós-graduação em Comunicação e Semiótica e Tecnologias da Inteligêcia e Design Digital da PUC-SP. Editora da seção novo mundo da revista eletrônica Trópico, foi curadora do Nokia Trends (2007 e 2008) e é Diretora Artística do Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia. Criadora de diversos projetos premiados, seu trabalho aparece em antologias importantes e obras de referência devotadas às artes digitais on line como o Yale University Library Research Guide for Mass Media e Information Arts: Intersections of Art, Science, and Technology (S. Wilson, MIT Press, 2001) e Digital Arts (C. Paul, 2008). Seus projetos foram apresentados em exposições como 25a Bienal de São Paulo, Arte/Cidade, Net_Condition (ZKM, Germany), el final del eclipse (Fundación Telefonica, Madrid) e Algorithmic Revolution (ZKM). Participa, no momento de Geografias Celulares (Espacio Fundación Telefonica, Buenos Aires) e Visual Foreign Correspondents (Berlim).

Lucas Bambozzi

Brasil
-
O tempo não recuperado é o resultado de uma busca de imagens videográficas em um arquivo pessoal transpostas para formatos de narrativa não linear. O trabalho foi conduzido de forma a permitir novos sentidos e configurações às imagens existentes, resgatando vestígios dos propósitos originais que motivaram sua captação. As sequências constituem registros fragmentados de uma memória fugidia e dispersa, e compõem, no conjunto, um retrato extensivo e aberto do autor ao longo do tempo.

Marcelo Araujo

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Marcelo Araujo (Pinacoteca-SP) É museólogo, professor do curso de especialização em museologia do MAE/USP e diretor da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Marcos Moraes

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Marcos Moraes (FAAP-SP) Graduado em Direito (1979) e Artes Cênicas (1987), com especialização em Arte Educação e Museu, todos pela USP. É doutorando pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP. Atualmente é Coordenador do Curso de Artes Plásticas, bem como do Programa Internacional de Residência Artística, ambos FAAP, onde também é professor na graduação e pós graduação em História da Arte.

Mike Stubbs

Inglaterra
Vive e trabalha na Inglaterra
Mike Stubbs (FACT-Liverpool) Artista e atual diretor da FACT (Foundation for Art and Creative Technology), em Liverpool, Inglaterra. É também Coordenador de Exposições do ACMI (Australian Center for Moving Image).

Paulo Viveiros

Portugal
Vive e trabalha em Portugal
Paulo Viveiros (Portugal) Doutor em Cinema, mestre em Ciências da Comunicação e professor associado da Escola de Comunicação, Artes e Tecnologias da Informação (ECATI) da Universidade Lusófona de Lisboa. Director do curso de Animação Digital e docente de História do Cinema e de Cultura Visual.

Polise De Marchi

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Polise De Marchi é arquiteta e urbanista. Possui mestrado em Estruturas Ambientais Urbanas e doutorado em Projeto, Espaço e Cultura, ambos pela Universidade de São Paulo. Integra o grupo de pesquisa Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) aplicadas ao Design: interface [corpo, objeto, ambiente, cidade]. É professora de cursos de graduação e pós-graduação no SENAC-SP.

Roberto Gomez de la Iglesia

Espanha
Vive e trabalha na Espanha
Roberto Gomez de la Iglesia (Laboral-Espanha) É diretor e membro fundador do Grupo Xabide: Gestión Cultural y Comunicación Global (1987). Professor do Mestrado em Gestão Cultural da Universidade Complutense de Madrid-SGAE e diretor editorial da coleção “Foro de Gestión Cultural”, além de autor de numerosos textos sobre gestão cultural e desenvolvimento.

Rosalind Krauss

Estados Unidos
Vive e trabalha nos Estados Unidos
Rosalind Krauss (EUA) Um dos nomes mais conhecidos na critica de arte da atualidade, é também curadora e pesquisadora de arte. Professora do Departamento de História da Arte na Universidade de Columbia, Estados Unidos, obteve PhD em História da Arte em Harvard em 1969. Especialista em arte do século XX, teve vário livros publicados, destacando-se “Art Since 1900” (WW Norton, 2001), escrito juntamente com Yve-Alain Bois, Benjamin Buchloh e Hal Foster.

Vitória Daniela Bousso

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Vitória Daniela Bousso (Paço das Artes / Museu da Imagem e do Som) É crítica de artes visuais, curadora e pesquisadora, com doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. Diretora desde 1997 do Paço das Artes, em 2007 foi convidada a planejar o projeto de reposicionamento do MIS de São Paulo e assumiu a sua direção. Entre as exposições em que atuou como curadora destacam-se: Salas Denis Oppenheim e Tony Oursler, XXIV Bienal de São Paulo (1998); Sala Especial Rafael França na Bienal do Mercosul (2001); Metacorpos, São Paulo, Paço das Artes-SP (2003); Exposição hiPer > relações eletro / / digitais, Santander Cultural, Porto Alegre/RS (2004); Inter@conect – 12 artistas brasileiros no ZKM – Centro de Mídia Arte, Alemanha (2006); 3º Paralela à Bienal – SP, 2006; Exposição “Paisagens” Museu Reina Sofia, Madrid (2008). É autora de vários projetos editoriais, dentre os quais os livros “Debates: Produção, Difusão e Mercado nas Novas Mídias”, pelo Instituto Sergio Motta de Arte e Tecnologia, 2002. É especialista em planejamento e estratégia de políticas públicas para a arte contemporânea e novas tecnologias.
REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms