Busca
Procure por artistas,
obras ou exposições
Paço das Artes
Av. Europa 158
Jardim Europa
CEP 01449-000
São Paulo/SP, Brasil
T 11 2117 4777 r. 413/414

Evento

II Simpósio Internacional de Arte Contemporânea do Paço das Artes

VISITAÇÃO
28 a 30 de abril de 2007
ARTISTAS PARTICIPANTES
Ana Weiss , Andre Parente, Bia Gayotto, Fernando Oliva, Gabriela Salgado, Giselle Beiguelman, João Batista Simon Ciaco, Jorge Menna Barreto, Lucia Santaella, Mabe Bethônico, Manuel Olveira, Marcelo Araujo , Márcio Botner , Márcio Seligmann-Silva , Mauricio Dias, Miguel Chaia, Nelson Brissac, Peter Ride, Priscila Arantes, Roger Buergel, Sarah Zürcher, Suely Rolnik, Walter Riedweg

Ana Weiss

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Ana Weiss é jornalista especializada em Artes Plásticas e Litaratura. Foi editora no Grupo Estado — tendo passado pelas editorias de cultura e política do Jornal da Tarde, O Estado de S. Paulo e Agência Estado —  e na Folha de S. Paulo, onde também prestou consultoria de projetos para o Núcleo de Revistas. Criou e coordenou a área  editorial do Instituto Moreira Salles, tendo sido responsável pela montagem e itinerância internacional de exposições, livros e catálogos. Editou a revista Bien'Art e publica regularmente textos sobre arte e cultura no jornal Valor Econômico. É integrante da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA) desde 2001.

Bia Gayotto

São Paulo/ Brasil, 1962
Vive e trabalha em Los Angeles
Bia Gayotto é artista visual, mestre em fine arts pela Universidade da Califórnia. Desde 1996, realiza projetos de repetição serial em fotografia e vídeo e utiliza em seu trabalho metodologias cooperativas. Atualmente é professora de fotografia da University of Southern Califrnia Roski School of Fine Arts e na Art Center College of Design.

Gabriela Salgado

Brasil
Vive e trabalha entre Reino Unido e Brasil
Gabriela Salgado é espacialista em Arte Contemporânea latino americana. Trabalhou como curadora da Universidade de Essey Coleção de Arte Latino americana de 1999 a 2005.Trabalhando independente entre Reino Unido e America Latina desde 2005, tornou-se membro do San Francisco-based a performance artística coletiva La Pocha Nostra com o diretor artístico Guillermo Gómez-Peña como curadora, co-escritora e artista. Fez a curadorias, organizou eventos e colóquios na Argentina, Mexico, Cuba, Brasil, Colombia, Espanha e Reino Unido.

João Batista Simon Ciaco

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
João Ciaco é diretor de Publicidade e Marketing de Relacionamento da Fiat Automóveis S.A., é responsável pelo processo de Planejamento Estratégico e pela estratégia e iniciativas de comunicação publicitária para o Brasil e para a América Latina. É também responsável pelo desenvolvimento e implantação das estratégias de Internet, tais como sites institucionais, e-commerce, clubes de relacionamento, programas de infra-estrutura de comunicação entre a empresa, a rede de concessionárias e os fornecedores e também pelas ações de Marketing de Relacionamento, programas de fidelidade, cartões de crédito e pela implantação, no país, do projeto CRM (Customer Relationship Management). Foi anteriormente Diretor de Marketing da Kodak brasileira por 5 anos e desempenhou várias funções gerenciais em Marketing e Vendas na Unilever, por 8 anos. É vice presidente da ABA (Associação Brasileira de Anunciantes) na qual também preside o comitê de melhores pratica em Branding.
João Ciaco é graduado em Engenharia e Administração de Empresas, com Pós-Graduação em Marketing pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (URGS), é Mestre em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas (EAESP-SP) e Doutorando em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP.

Lucia Santaella

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Lucia Santaella (PUC-SP) É professora titular no programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da PUC-SP. É presidente honorária da Federação Latino-Americana de Semiótica, membro executivo da Associación Mundial de Semiótica Massmediática y Comunicación Global, México, desde 2004, membro associado do Centro de Pesquisa Interdisciplinar em Cultura da Universidade de Kassel. Recebeu o prêmio Jabuti em 2002 e o Prêmio Sergio Motta, Liber, em Arte e Tecnologia, em 2005. Foi professora convidada pelo DAAD na Universidade Livre de Berlin, em 1987, na Universidade de Valencia, em 2004, e na Universidade de Kassel, em 2009

Manuel Olveira

Porto do Son, 1964
Vive e trabalha na Espanha
Manuel Olveira nasceu em Porto do Son, A Coruña, 1964. Se formou em História da Arte na Universidade de Santiago de Compostela em 1988 e em Belas Artes na Universidade Central de Barcelona, onde acabou seus estudos em 1994. De 1998 a 2001 foi chefe do Departamento de educação do centro Galego de Arte Contemporânea. Seus artigos vem sendo publicados em peridódicos como El Temps d’Art, ABC Cultural, O Correo Galego e revistas especializadas como Arte Ibérica (Portugal), Arte y Parte (Espanha), Artecontexto (Espanha), Camera Austria (Austria), Papers d’Art (Espanha).

Márcio Botner

Rio de Janeiro/ Brasil, 1970
Vive e trabalha no Rio de Janeiro.
Márcio Botner nasceu em 1970 no Rio de janeiro. Artista, professor na EAV do Parque Lage, diretor e sócio da galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro, Márcio Botner vai falar sobre sua experiência de atuação nas várias frentes da cena das artes visuais contemporânea no Brasil e no exterior.

Mauricio Dias

Rio de Janeiro/ Brasil, 1964
Reino Unido
Mauricio Dias nasceu em Rio de Janeiro, Brazil,1964. Dias & Riedweg vem trabalhando juntos desde 1993. Eles combinam artes visuais e performances em projetos interativos com arte contemporânea pública.

Nelson Brissac

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Nelson Brissac (PUC-SP) Graduado em Sociologia, mestre em Filosofia pela PUC/SP (1980) e doutor em Filosofia pela Universidade de Paris I Sorbonne (1984). Atualmente é professor assistente doutor da PUC-SP. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos temas imagens e cidade.

Priscila Arantes

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Priscila Arantes (Paço das Artes / Museu da Imagem e do Som) É pesquisadora e curadora no campo da arte contemporânea e midiática. Desde 2007 é diretora técnica do Paço das Artes e diretora adjunta do MIS desenvolvendo curadoria e projetos na área de arte contemporânea. É formada em filosofia pela USP (1989), possui mestrado e doutorado em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP (1997-2003) e pós-doutorado, com projeto na área de estética e arte em meios tecnológicos, pela Unicamp (2008). É professora de cursos de graduação e pós-graduação na PUC-SP, entre eles do curso de pós-graduação Arte: história, crítica e curadoria, e professora e membro do Conselho do Mestrado em Design do Centro Universitário SENAC. É autora de “Arte @ Mídia: perspectivas da Estética Digital” (Senac/FAPESP), finalista do 48 Prêmio Jabuti (2006), do livro “Conexões Tecnológicas” (org.) publicado pela Imprensa Oficial do Estado de São Paulo (2007), de “Estéticas tecnológicas: novas formas de sentir” (org.), publicado pela Editora da PUC-SP (2008) e de inúmeros artigos publicados em livros/revistas/periódicos nacionais e internacionais na área de arte, novas mídias, ciberarte, cultura digital, entre outros.

Sarah Zürcher

Zurich, 1967
Vive e trabalha em Zurich
Sarah Zürcher nasceu em 1967 Zurich. É diretora na Fri-Art, Kunsthalle Fribourg (CH) desde 2002. Foi editora do catalogo da Saint Gervais Biennial, e da 9 Biennale de l’Image en Mouvement; curadora assistente do infolge projekt, -"How to Develop a Contemporary Kunst am Bau Strategy?".Elaborou várias exposições e possui muitos artigos publicados nas principais revistas especializadas.

Walter Riedweg

Lucerne/ Suiça, 1955
Reino Unido
Walter Riedweg nasceu em Lucerne, Switzerland, 1955. Dias & Riedweg vem trabalhando juntos desde 1993. Eles combinam artes visuais e performances em projetos interativos com arte contemporânea pública.

Andre Parente

Brasil
Vive e trabalha no Rio de Janeiro
André Parente (UFRJ)é doutor em comunicação pela Universidade de Paris VIII, sob a orientação do filósofo Gilles Deleuze. Criou o Núcleo de Tecnologia da Imagem (N-imagem) da UFRJ. Tem como principal foco de sua pesquisa a problematização do papel da imagem no exercício do pensamento e a compreensão das tecnologias da imagem como formas inéditas de hibridação de campos diferenciados de saber.

Fernando Oliva

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Fernando Oliva é curador, editor e professor (Faculdade de Artes Plásticas da Faap). Entre seus projetos recentes destacam-se as co-curadorias de Comunismo da Forma - Som+Imagem+Tempo: A Estratégia do Vídeo Musical (na Galeria Vermelho) e À Chinesa/À la Chinoise, que acontece em novembro deste ano no Microwave New Media Arts Festival, Hong Kong. Escreve regularmente para a revista Lapiz.

Giselle Beiguelman

São Paulo/ Brasil, 1962
Vive e trabalha em São Paulo
Giselle Beiguelman (PUC-SP) Artista multimídia e professora dos cursos de pós-graduação em Comunicação e Semiótica e Tecnologias da Inteligêcia e Design Digital da PUC-SP. Editora da seção novo mundo da revista eletrônica Trópico, foi curadora do Nokia Trends (2007 e 2008) e é Diretora Artística do Prêmio Sergio Motta de Arte e Tecnologia. Criadora de diversos projetos premiados, seu trabalho aparece em antologias importantes e obras de referência devotadas às artes digitais on line como o Yale University Library Research Guide for Mass Media e Information Arts: Intersections of Art, Science, and Technology (S. Wilson, MIT Press, 2001) e Digital Arts (C. Paul, 2008). Seus projetos foram apresentados em exposições como 25a Bienal de São Paulo, Arte/Cidade, Net_Condition (ZKM, Germany), el final del eclipse (Fundación Telefonica, Madrid) e Algorithmic Revolution (ZKM). Participa, no momento de Geografias Celulares (Espacio Fundación Telefonica, Buenos Aires) e Visual Foreign Correspondents (Berlim).

Jorge Menna Barreto

Araçatuba/São Paulo, 1970
Vive e trabalha em São Paulo/SP
Bacharel em artes plásticas pela UFRGS, Porto Alegre e mestrando em Poéticas Visuais, pela ECA, USP. Suas principais exposições são Entorno de Operações Mentais, Galeria Fidanza e Museu de Arte de Belém, 2006; Brasília hospeda São Paulo, Casa de Cultura da América Latina, Brasília, 2005; Vizinhos, Galeria Vermelho, São Paulo, 2003; A palavra extrapolada, Sesc Pompéia, São Paulo, 2003; Brasileños Contemporaneos Centro Wifredo Lam, Havana, Cuba, 2002; III Bienal do Mercosul, Porto Alegre, 2001.

Mabe Bethônico

Brasil
-
Mabe Bethônico trabalha em diálogo com arquivos e instituições, com interesse por ficionalização de fontes referenciais e pelos limites entre documentação e construção. Mabe Bethônico trabalha em diálogo com arquivos e instituições, com interesse por ficionalização de fontes referenciais e pelos limites entre documentação e construção.
O projeto Invisibilidade mineral contempla uma série de trabalhos e ações, constituindo um arquivo, no sentido de viabilizar a discussão sobre a mineração em Minas Gerais. Esta exposição traz cinco fotografias de textos descritivos de imagens do arquivo particular de um fotógrafo que sobrevoa de helicóptero, semanalmente, as áreas de trabalho de uma mineradora. Pertencentes à empresa, e não liberadas para exposição, uma seleção foi apresentada a um geólogo para sua descrição. Das descrições, gravadas e transcritas, foram retirados trechos, deixando-se legível o que se refere à observação da paisagem. Uma tiragem impressa traz um dos trechos na íntegra; a pequena escritura corta a página branca de grande formato, reproduzindo o que não se consegue ver na paisagem. Invisibilidade mineral traz ainda uma série de fotografias advindas da Superintendência do Emprego e Trabalho de Minas Gerais, imagens do cotidiano de trabalho nas mineradoras do estado. O projeto Invisibilidade mineral contempla uma série de trabalhos e ações, constituindo um arquivo, no sentido de viabilizar a discussão sobre a mineração em Minas Gerais. Esta exposição traz cinco fotografias de textos descritivos de imagens do arquivo particular de um fotógrafo que sobrevoa de helicóptero, semanalmente, as áreas de trabalho de uma mineradora. Pertencentes à empresa, e não liberadas para exposição, uma seleção foi apresentada a um geólogo para sua descrição. Das descrições, gravadas e transcritas, foram retirados trechos, deixando-se legível o que se refere à observação da paisagem. Uma tiragem impressa traz um dos trechos na íntegra; a pequena escritura corta a página branca de grande formato, reproduzindo o que não se consegue ver na paisagem. Invisibilidade mineral traz ainda uma série de fotografias advindas da Superintendência do Emprego e Trabalho de Minas Gerais, imagens do cotidiano de trabalho nas mineradoras do estado.

Marcelo Araujo

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Marcelo Araujo (Pinacoteca-SP) É museólogo, professor do curso de especialização em museologia do MAE/USP e diretor da Pinacoteca do Estado de São Paulo.

Márcio Seligmann-Silva

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Márcio Seligmann-Silva (UNICAMP-SP) Doutor em Teoria Literária e Literatura Comparada pela Universidade Livre de Berlim, é professor de Teoria Literária e Literatura Comparada na UNICAMP. Publicou “Ler o Livro do mundo. Walter Benjamin: romantismo e crítica poética” (Iluminuras, 1999) e “Adorno” (Publifolha, 2003) e organizou os volumes “Leituras de Walter Benjamin” (AnnaBlume, 1999) e “História, Memória, Literatura. O Testemunho na Era das Catástrofes” (Editora da UNICAMP: 2003).

Miguel Chaia

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Miguel Chaia (PUC-SP) Doutor em sociologia pela USP (1989). Atualmente é professor-associado da PUC-SP. Foi editor da revista São Paulo em Perspectiva da Fundação SEADE. Atualmente é editor da EDUC – editora da PUC/SP e coordenador e pesquisador do NEAMP (Núcleo de Estudos em Arte, Mídia e Política) da PUC/SP.

Peter Ride

Reino Unido
Londres
Peter Ride é Diretor e pesquisador senior do Arts Research, Technology and Education (CARTE) da Universidade de Westminster, Reino Unido. Sua pesquisa estuda o campo das artes midiáticas e digitais e a interdisciplinaridade das praticas artísticas.

Roger Buergel

Berlim/ Alemanha, 1962
Vive e trabalha em Viena
Roger Buergel nasceu em Berlin em 1962. Mora em Viena, Áustria Roger M. Buergel foi nomeado Diretor Artístico da Documenta 12 em dezembro de 2003. Esse grande evento da arte contemporânea mundial, sediado na cidade alemã de Kassel, ocorrerá de 16 de junho a 23 de setembro de 2007. Na década de 80, Buergel estudou cultura, filosofia e ciências econômicas em Viena. Inicia sua carreira de professor universitário em 1990 como tutor em Teoria do Cinema no Departamento de História da Universidade de Viena. Na esfera acadêmica, desenvolve pesquisa e ministra cursos de graduação e pós-graduação em arte moderna e contemporânea. Pesquisador convidado no MIT e na Universidade da Califórnia entre 1997 e 1999. Desde 2001 leciona Teoria Visual na Universidade de Lüneburg, Alemanha

Suely Rolnik

Brasil
Vive e trabalha em São Paulo
Suely Rolnik possui graduação em Licence de Sociologie pela Universite de Paris VIII (1973) , graduação em Licence de Philosophie pela Universite de Paris VIII (1975) , graduação em Licence de Psychologie pela Universite de Paris VII - Universite Denis Diderot (1976) , graduação em psicologia pela Universidade de São Paulo (1987) , especialização em Sciences Humaines Cliniques pela Universite de Paris VII - Universite Denis Diderot (1978) , mestrado em Maîtrise à Quatre Certificats de Psychologie pela Universite de Paris VII - Universite Denis Diderot (1977) , mestrado em Psicologia (Psicologia Clínica) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1982) e doutorado em Psicologia (Psicologia Social) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1988) . Atualmente é professor titular da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Tem experiência na área de Filosofia. Atuando principalmente nos seguintes temas: antropofagia, cartografias do desejo, cultura de massa, exílio, processos de subjetivação no contemporâneo e trauma.
REALIZAÇÃO

Realização
Fale Conosco | Mapa do Site | Ouvidoria | Transparência | Trabalhe Conosco Design ps.2 | Tecnologia ps.2wcms